siga-nos no facebook >

canallondres

brasileiros na bélgica – o trabalho da arte n’ativa

um trabalho pioneiro e heróico

Ao contrário do que se imagina, é grande o número de brasileiros na Bélgica. Por isso, nada mais natural que existam organizações com atividades relacionadas à cultura brasileira no exterior. É o caso da Arte N’Ativa, organização sem fins lucrativos, criada pela paraibana Isabel Duarte e a pernambucana Alessandra Marroquim.

brasileiros na bélgica

Alessandra Marroquim

Descubra mais:

Uma associação que faz o elo entre o Brasil e os brasileiros na Alemanha

Arte N’Ativa – a casa dos brasileiros na Bélgica

Em nossa visita à sede da Arte N’Ativa, elas fizeram um apanhado da história, atividades e, acima de tudo, da contribuição que este trabalho tem dado à manutenção dos laços entre os brasileiros na Bélgica e as raízes da terra natal. É um trabalho que merece ser valorizado. O primeiro passo para isso, obviamente, é conhecê-lo. E nada melhor que ouvir as palavras das fundadoras dessa organização.

brasileiros na bélgica

Reunião na Arte N’Ativa – Bruxelas

A história começa a partir da realização do Europalia, um festival internacional de arte que acontece a cada dois anos. O que ninguém imaginava é que aquele evento seria o embrião de algo maior, permanente. Como conta Alessandra, ao final do evento, criou-se um vazio que precisava ser preenchido.

brasileiros na bélgica

A partir dali, ela e Isabel decidiram dar continuidade ao trabalho. O primeiro passo foi encontrar a sede. Ali, elas criaram atividades relacionadas à música, com forró, rodas de samba, choro;  oficinas de artesanato; palestras e seminários, entre outros projetos. O trabalho tem sido ampliado e, em breve, a Arte N’Ativa vai promover aulas de português para europeus e para filhos de brasileiros. Não é exagero que dizer que ali o brasileiro tem mais que um lagar para encontrar sua gente. É um porto seguro, um lugar para sentir-se um pouco em casa.

brasileiros na bélgica

Isabel Duarte

Como você vai perceber em nosso vídeo, outra grande contribuição da Arte N’Ativa, tem sido conectar brasileiros, belgas e outros europeus. Um exemplo disso foi a reunião que aconteceu no mesmo dia da nossa visita, com a presença de membros de diferentes organizações e nacionalidades, para discutir ações conjuntas. Isso mostra um pouco da dimensão que o projeto tomou.

brasileiros vivendo na bélgica

A conclusão óbvia a que se chega, depois de ouvir Isabel e Alessandra, é que, mais que um trabalho, elas estão levando adiante uma missão. Através da Arte N’ativa, elas se transformaram em duas representantes dos brasileiros país. E isso merece todo o reconhecimento. O nosso vídeo é uma forma de valorizar este belo esforço e realização, com a divulgação das ideias e do trabalho que elas realizam.

crece pelo