catedral de são paulo
marco histórico e turístico

A Catedral de São Paulo (St Paul Cathedral, em inglês) é um ícone londrino.

Quem visita a catedral sem conhecer um pouco da sua história não imagina que a versão atual é pelo menos a sexta. A primeira igreja no local foi erguida em 604. A ideia era converter os anglo-saxões ao cristianismo e o encarregado dessa missão foi Mellitus, um discípulo de Agostinho de Canterbury, responsável pela introdução do cristianismo na Inglaterra.

St Paul's Cathedral - Londres

St Paul’s Cathedral – Londres

Descubra mais:

A igreja que sobreviveu ao Grande Incêndio de Londres

Catedral de São Paulo – história de incêndios

A primeira Igreja de São Paulo era uma construção de madeira, que passou por várias reformas. Mas o interessante é que ela teve um destino desconhecido depois que Mellitus foi expulso de Londres pelos pagãos, por volta de 616. No século 7, a catedral foi restaurada ou reconstruída, não se sabe ao certo, mas foi destruída por um incêndio em 962. Ela, no entanto foi reconstruída no mesmo ano. Era o primeiro, mas não o último incêndio na história da Catedral de São Paulo.

Catedral de São Paulo

Catedral de São Paulo

Em 1087, um novo incêndio em Londres destruiu a catedral. Foi depois desse incêndio que surgiu o que é conhecido como a quarta versão da Catedral de São Paulo, à qual os ingleses se referem como a Old St Paul (a velha São Paulo). A construção foi bastante demorada, imagina a razão: um incêndio com os trabalhos em andamento, em 1136. Em 1240 ela foi consagrada. O estilo arquitetônico mudou do romanesco para o gótico.

Durante o reinado de Henrique VIII, 1509 a 1547, a igreja de São Paulo passou por um período de abandono, ficando em estado de ruínas. A curiosidade é que parte das ruínas foram usadas na construção da Somerset House.

Silvino Ferreira Jr

Silvino Ferreira Jr

O grande incêndio

Pode parecer brincadeira de mau gosto, mas a Catedral de São Paulo, na versão atual, também é consequência de um incêndio. Em 1666, a City of London foi quase que totalmente consumida por um grande incêndio. Foram 87 igrejas transformadas em cinzas, incluindo a St Paul’s Cathedral. Este acontecimento ficou conhecido como O Grande Incêndio de Londres.

Catedral de São Paulo

Catedral de São Paulo

Christopher Wren – o arquiteto de igrejas

Para reconstruir a catedral foi chamado um dos principais arquitetos da época: Christopher Wren. Para se ter ideia do prestígio, ele foi o responsável pela reconstrução de 50 igrejas destruídas pelo fogo. É dele também o projeto do belo Leadenhall Market, um dos mais belos mercados londrinos.

Para a reconstrução da St Paul, ele decidiu que nada seria reaproveitado e partiu do zero. De 1666, quando a igreja foi destruída, até ser consagrada e aberta ao público, foram 31 anos. A inauguração da St Paul’s como conhecemos hoje aconteceu no dia 2 de dezembro de 1697. O estilo adotado seria o barroco britânico.

Detalhe da St Paul Cathedral

Detalhe da St Paul Cathedral

St Paul’s Cathedral e a Segunda Grande Guerra

A Catedral de São Paulo passou pelas duas grandes guerras mundiais do século XX. Na primeira, sem nenhum problema, mas o mesmo não se pode dizer da segunda. A igreja foi atingida por bombardeios em 10 de outubro de 1940 e 17 de abril do ano seguinte. A segunda bomba detonada no segundo bombardeio foi tão forte que mexeu com a estrutura da cúpula, a segunda maior do mundo, atrás apenas da cúpula da Igreja de São Pedro, no Vaticano.

Por falar em cúpula, uma das principais atrações para o turista é a chamada Whispering Gallery (galeria do cochicho). Trata-se da passagem em torno da cúpula, cuja acústica é tão especial que o menor cochicho de um lado pode ser ouvido no lado oposto. Portanto, cuidado com o que você cochicha ali.

Festival Gardens

Festival Gardens

Jardim pós-guerra – Festival Gardens

Depois da Segunda Grande Guerra a catedral e a área em volta tiveram que ser reconstruídas. Em especial, vale a pena você gastar parte do seu tempo para apreciar o Festival Gardens. Ele foi projetado e construído nos anos 50 e é um respiro para os olhos depois de tanto concreto dessa construção tão especial em Ludgate Hill, a parte mais alta da City de Londres, onde fica a St Paul’s Cathedral e one Londres foi fundada pelos romanos.

St Paul's Cathedral

Silvino Ferreira Jr

Faça uma visita como fiel ou como turista

Por último, mas não menos importante: você tem o acesso grátis para os serviços religiosos, mas o passeio turístico é pago. Há diferentes tipos de visitas e a melhor maneira de escolher a sua é visitando o site da catedral. Vale lembrar que é uma igreja anglicana, conhecida como igreja-mãe da diocese de Londres. Ali, estão sepultados personagens históricos, mas também tem sido escolhida para realização de matrimônios, como o da Princesa Diana e o Príncipe Charles, por exemplo.

A sua opinião é muito bem-vinda. Deixe um comentário

avatar
  Subscribe  
Notify of

receba nossa newsletter
somos uma tv online
feita por brasileiros
em Londres e estamos
construindo um arquivo
inédito sobre a diáspora
brasileira na Europa.

info@canallondres.tv