compras no exterior I
o que pode e o que não pode

regras para o barato não sair caro

Fazer compras no exterior é uma das principais atividades para grande parte dos turistas. Não é diferente com os brasileiros. Nas ruas das grandes cidades européias é cada vez mais comum se ouvir o nosso português. O número de turistas falando a nossa língua é o responsável por esse crescimento. E isso só aumenta cada vez que país tem uma fase de “boom” econômico.

Saiba mais:

Dicas de como levar dinheiro na sua viagem internacional

Uma vez que brasileiro adora comprar, a gente preparou um vídeo especial sobre o tema. Seja em Londres, Nova Iorque ou Paris, os vendedores recebem os brasileiros de braços e sorrisos abertos. Eles já sabem que a chance de vender alguma coisa é maior que com turistas de outras nacionalidades.

Adquira o ebook “50 dicas de quem viaja para quem vai viajar”, aqui.
50 dicas de quem viaja para quem vai viajar

Ilustração: Fê Ilustrador

Compras no exterior – o barato pode sair caro

Isso mesmo, a fama de comprador do brasileiro já ganhou o mundo. A ponto de virar preocupação do governo brasileiro. Adquirir produtos fora significa aumentar saída de divisas do país. Isso desequilibra a balança comercial. Por isso, antes de seguir o primeiro impulso e fazer a festa dos vendedores, é bom saber que existem limites. Além de pagar excesso de bagagem, compras exageradas podem gerar dor de cabeça e prejuízo na volta. Compras acima de 500 dólares estão sujeitas à taxas, mas também existem limites de quantidades e produtos que são proibidos de entrar no país.

É por isso que vale a pena você viajar bem informado. Você deve sempre declarar os bens adquiridos durante a viagem na chegada ao país. Quando a gente diz tudo está se referindo ao que a lei exige, claro. Neste vídeo, Kléber tem dicas e informações que vão ajudar você a planejar melhor o que comprar durante a sua viagem internacional. Para casos mais específicos,ou qualquer dúvida, consulte sempre o site da Receita Federal. E, para ter uma visão mais completa sobre esse tema, não deixe de ver a parte II desse/ vídeo.