era vitoriana
o que significa
e qual a importância

O termo Era Vitoriana corresponde ao período do longo reinado da Rainha Vitória, que vai de 1837 a 1901. É um dos mais importantes períodos da história britânica por conta das grandes mudanças que o Reino Unido passou durante o século XIX. Estas mudanças aconteceram nos planos econômico, político e social, e ajudaram a moldar o que o país é hoje.

Coroação da Rainha Victoria

Descubra mais:

Rainha Elizabeth, o mais longo reinado da história do Reino Unido

Era Vitoriana – Paz e Prosperidade

A Era Vitoriana é também conhecida como um tempo de Paz e Prosperidade, a chamada “Pax Britannica”. Quando assumiu o trono, Vitória tinha apenas 18 anos. O seu pai, o Príncipe Eduardo, era o quarto filho do Rei Jorge III. Uma vez que os tios dela morreram sem deixar herdeiros, como filha de Eduardo, que também morreu antes do pai, ela passou a ser a primeira na linha sucessória. Ter tido um longo reinado contribui para a estabilidade do país, mesmo considerando-se que a monarquia já estava submetida ao poder do parlamento. Vitória tornaria-se um modelo de comportamento moral, que ajudou a moldar os valores da sociedade da época. Ela também agiu para influenciar decisões do governo.

era vitoriana

Rainha Vitoria e o Príncipe Albert

O casamento com o Príncipe Albert

A mãe da Rainha Vitória, Maria Luísa Vitória de Saxe-Coburgo-Saalfeld, era alemã e, em 1840, Vitória viria a casar-se com o príncipe Alberto de Saxe-Coburgo-Gota, o Príncipe Albert, que tinha a mesma nacionalidade da mãe dela, além de ser seu primo. Tiveram 9 filhos. É um grande erro falar da Era Vitoriana sem mencionar a importância do Príncipe Albert. Inteligente e apaixonado por artes e ciências, ele usou a influência junto à rainha e ao parlamento para estimular o progresso da ciência e o desenvolvimento tecnológico do país.

era vitoriana

Rainha Vitória – Palácio de Buckingham

A expansão do Império Britânico e a Revolução Industrial

Pode-se dizer que o período de prosperidade vivido durante o século XIX é resultado de dois fatores: o auge da expansão do Império Britânico e a Revolução Industrial, iniciada no século anterior. Ambos trouxeram muita riqueza para o país. A presença britânica era uma realidade em todas as partes do mundo e houve muita transferência de riqueza das colônias para o Reino Unido. Um dos mais lucrativos negócios a impulsionar a Revolução Industrial, infelizmente, foi o comércio de escravos. A Revolução Industrial proporcionou um rápido desenvolvimento do país. A grande locomotiva desse progresso foi a indústria ferroviária.

trem maria fumaça

Paz na Europa

O período anterior à Era Vitoriana é repleto de guerras entre a Inglaterra e outros países europeus, em especial a França e a Espanha. Grande parte da riqueza do país era usada para financiar estas guerras. Com a decisão de deixar o país fora dos grandes conflitos europeus, os sucessivos governos puderam concentrar-se no desenvolvimento interno do país. E havia muita coisa a ser feita.

era vitoriana

Estátua da Rainha Vitória na frente do Kensington Palace

Prostituição, trabalho infantil e saneamento

A prosperidade e o rápido desenvolvimento também serviram para destacar os problemas vividos pelos mais pobres. A exploração da prostituição e do trabalho infantil atingiram índices alarmantes. Crianças começavam a trabalhar aos 4 anos de idade, sob as mais precárias condições. Houve um aumento expressivo do número de casas de prostituição. Doenças contagiosas facilmente disseminadas devido às precárias condições sanitárias nas residências e nos ambientes de trabalho. Era o lado feio de uma sociedade que prezava valores morais rigorosos e o glamour.

Abert Memorial

Albert Memorial

As grandes conquistas da Era Vitoriana:

I – na política, houve um gradual aumento da participação popular através do voto, com exceção do voto feminino, direito que só seria conquistado no século XX. Aumentou também a participação dos trabalhadores nas decisões do governo através da pressão dos sindicatos e das novas ideias socialistas que faziam oposição ao capitalismo;

II – na economia, aconteceu um expressivo aumento da riqueza do país, como resultado da rápida industrialização, ganhos com investimentos no exterior e o surgimento de novos negócios e novas empresas. Houve uma rápida expansão da malha ferroviária e a construção do metrô de Londres, o primeiro no mundo. Surgiu uma classe média que impulsionou o consumo;

III – Foi promovida uma revolução na educação com o combate ao trabalho e prostituição infantil e o acesso universal à educação. Esse processo teve início nos centros urbanos e foi se expandindo em direção às áreas rurais. Uma das prioridades foi o combate ao analfabetismo. Ao longo da Era Vitoriana foram criadas as bases do que é o Sistema Educacional do Reino Unido, hoje;

IV – no campo das artes e entretenimento, espaços públicos, como a Praça Trafalgar Square, foram criados, os grandes parques reais, que eram propriedades privadas, passaram a ser abertos  e surgiram novos museus, como o Victoria & Albert, por exemplo;

V – na saúde, foram feitos investimentos em saneamento básico e na urbanização de áreas mais pobres. Isso significou um grande salto na qualidade e no aumento da expectativa de vida. Como consequência, aumentou a fertilidade e o número de casamentos. Consequentemente, a população cresceu de forma expressiva;

VI – investiu-se pesadamente na construção de casas para a população e também de grandes obras, como a Tower Bridge  e o Palácio de Westminster. Como primeira monarca a residir no Palácio de Buckingham, Vitória foi a responsável por transformá-lo em residência real, promovendo grandes mudanças nas áreas internas e externas do mesmo.

casa vitoriana

A Rainha Vitória e o Brasil – Duas curiosidades

Durante a Era Vitoriana, bancos e empresas do Reino Unido tiveram papel importante na industrialização do Brasil. Bancos e Companhias Ferroviárias se estabeleceram no país e a Inglaterra pressionou pelo fim da escravidão no Brasil. Dois fatos curiosos, no entanto, ligam a Rainha ao Brasil: um cabo telegráfico, sob o Atlântico, passou a conectar o Brasil e a Inglaterra, e a primeira comunicação usando essa linha foram mensagens trocadas entre o Imperador D. Pedro II e a Rainha Vitória; a segunda curiosidade é que, quando foi nomeado embaixador do Brasil no Reino Unido, Joaquim Nabuco foi o último embaixador a apresentar suas credenciais à rainha. Ela morreria em 1901, fechando, assim, um dos períodos de maior transformação na história do Reino Unido: a Era Vitoriana.

era vitoriana museu de londres

Finalmente, uma bela dica: O Museu de Londres (Museum of Londres), conta a história da cidade em ordem cronológica e uma das melhores partes desse passeio no tempo é passar na área dedicada à Era Vitoriana. Você vai se sentir nas ruas do século XIX.

 

A sua opinião é muito bem-vinda. Deixe um comentário

receba nossa newsletter
somos uma tv online
feita por brasileiros
em Londres e estamos
construindo um arquivo
inédito sobre a diáspora
brasileira na Europa.

info@canallondres.tv