fleet street
história, pubs e jornais

Passar pela Fleet Street é passear por uma parte fascinante da história londrina. Uma história que começa desde os romanos, os fundadores de Londres, passa pela idade média e chega aos dias de hoje. É uma rua qu ficou muito associada ao jornalismo britânico. A razão? Durante muito tempo, essa rua concentrou a grande maioria das sedes de jornais e gráficas que imprimiam os periódicos. É por esta história que, guiado pelo nosso editor, Silvino Ferreira Jr., você vai passear no vídeo acima.

fleet street

Fleet Street – história que vem de longe

A Fleet Street já existia desde o tempo dos romanos. Ela ficava do lado de fora das muralhas da cidade original, e, hoje, faz a ligação entre a City of London e a City of Westminster. Ela passou a ser uma rua ainda mais importante na Idade Média, quando muitos religiosos passaram a habitar a região. Por isso, há um bom número de igrejas. Entre elas, a Bride’s Church e a Temple Chuch, a igreja dos templários. Por outro lado, ela também é conhecida pelos pubs históricos que concentra.

fleet street

Uma rua de pubs e jornalistas

Os pubs da Fleet Street estão muito ligados ao período em que os jornais e editoras funcionavam ali. Antes dos jornais, no entanto, chegaram as gráficas. Elas atendiam a grande demanda dos advogados, outra categoria profissional associada à região. Ali, por exemplo, fica a Royal Court of Justice, com muitos escritórios e associações de advogados em volta. É em um dos pubs históricos que fizemos a primeira parada: o The Old Bell.

st bride's church

Um pub, uma igreja e o Grande Incêndio de Londres

A história da St Bride’s está tão ligada ao jornalismo que, entre outros nomes, ela é chamada de “A Igreja dos Jornalistas”. Ela também tem uma ligação estreita com o The Old Bell e a um dos acontecimentos mais trágicos na história de Londres: o Grande Incêndio de 1666. Muitas igrejas foram consumidas pelo fogo e a St Bride’s foi uma delas. Para reconstruí-la, foi chamado o grande arquiteto Sir Christopher Wren, também responsável pela St Paul Cathedral. O lugar onde onde hoje funciona o The Old Bell foi projetado por ele como uma base para os pedreiros da obra. Ali também, desde o início do século XVI, funcionou a primeira gráfica da Fleet Street.

antiga sede do daily telegraph

Depois de um pequeno desvio para conhecer a St Bride’s Church, a gente volta à Fleet Street e já dá de cara com o magnífico prédio onde funcionou um dos principais jornais do país: o conservador, Daily Telegraph. Logo em seguida, paramos para conhecer dois pubs: o Ye Olde Cheshire Cheese e o  irlandês The Tipperary.

The Tipperary

The Tipperary

O primeiro é famoso pelo grande número de personalidades famosas que o frequentaram. Noms como Samuel Johnson e Charles Dickens estão associados à sua história. Já o segundo, é um pub que está ali desde o século XIV e porque sob ele ainda passa um filete do subterrâneo rio Fleet, que está na origem do nome da rua. Enquanto que o Cheshire Cheese teve que ser reconstruído depois do incêndio de 1666, o Tipperary sobreviveu porque foi construído com pedras.

Ye Olde Cheshire Cheese

Ye Olde Cheshire Cheese

Caminhando em direção ao final da Fleet Street, você ainda vai descobrir algumas informações que só confirmam o papel histórico dessa rua londrina. Por exemplo, o primeiro periódico impresso no Reino Unido aconteceu ali. Se chamava Daily Courant. Isso aconteceu em março de 1702.  
fleet street
Outra informação importante para quem curte história é saber um pouco porque, a partir dos anos 80, a grande maioria dos jornais  publicações começaram a mudar de endereço. A explicação está na decisão do magnata Rupert Murdoch de iniciar um processo de modernização da gráfica que imprimia os jornais pertencentes à News Corporation. Por trás da ideia de modernização também estava o objetivo de enfraquecer os sindicatos dos gráficos e jornalistas. A proximidade de tantos jornais e gráficas facilitava a organização dessas categorias. Houve muita resistência quando se descobriu que a nova gráfica seria localizada em Wapping, na margem norte do Tâmisa. A resistência oferecida pelos sindicatos foi tão agressiva que o episódio passou à história como “A Batalha de Wapping”.
pub the old bank of england

The Old Bank of England

E o final da caminhada não poderia terminar de forma mais especial: duas últimas paradas para conhecer mais dois pubs tradicionais da Fleet Street: o “Ye Olde Cock Tavern” e o “The Old Bank of England. O primeiro tem muita tradição e era frequentado por grandes nomes da história britânica: o segundo, localizado na antiga filial do Bank of England, vale a visita só pela imponência e beleza, que você pode conferir no vídeo acima.

A sua opinião é muito bem-vinda. Deixe um comentário

receba nossa newsletter
somos uma tv online
feita por brasileiros
em Londres e estamos
construindo um arquivo
inédito sobre a diáspora
brasileira na Europa.

info@canallondres.tv