leonil junior
do sagrado ao profano

“Do Sagrado ao Profano” é o título da exposição que o fotógrafo Leonil Junior trouxe para Londres. Leonil é paulista e fotógrafo documentarista. Ele tem viajado o Brasil, registrando manifestações de fé do povo brasileiro. E um pouco dessa trajetória que os trabalhos expostos na Embaixada do Brasil em Londres, entre 1 e 15 de março, de 2018, retratam. Mas ninguém melhor que ele mesmo para contar a própria história. Por isso, fomos encontrá-lo no belo Crystal Palace Park, no sul de Londres, onde gravamos parte do vídeo acima, que também tem imagens da abertura da exposição.

leonil jr

Leonil Junior

Descubra mais:

Os refugiados sírios na fotografia de Valnei Nunes

Leonil Junior – a fotografia encontra a fé

Durante a nossa caminhada ao longo do lago do parque, logo descobrimos que é impossível separar o fotógrafo Leonil Junior do objeto da sua fotografia. Com apenas 8 anos, ele se viu com uma câmera nas mãos. A natureza, com a qual convivia em Joanópolis, cidade do interior de São Paulo, onde nasceu, foi o primeiro objeto a ser fotografado. Na adolescência, envolvido pelas manifestações de fé que presenciava nas Festas de São Gonçalo, também em sua cidade natal, mudou o foco.

leonil junior

Leonil passou a registrar a fé que move o povo brasileiro, de tantas formas diferentes. Mas além das formas, há essa característica tão peculiar e bem brasileira de abolir as fronteiras entre o sagrado e o profano, de unir, misturar, sincretizar. Ao mesmo tempo em que são antagônicos, eles se encontram e convivem nas expressões religiosas, nas festas populares, no folclore. São registros desse espaço entre o sagrado e o profano que ele trouxe para a capital inglesa.

leonil junior

O que começou com a Festa de São Gonçalo e as Festas Juninas, no interior de São Paulo, ganhou dimensão nacional. Leonil Junior tem fotografado dos índios da Amazônia aos índios do sul do Brasil. Ele tem registrados dos folguedos e procissões religiosas a manifestações culturais, em diferentes estados brasileiros: Pará, Pernambuco, Bahia, Minas Gerais, São Paulo e Rio Grande do Sul, entre outros. Através da lenta e de um olhar documentarista, as fotos revelam a alma de um povo.

leonil junior

Fé na esperança de um povo

O resultado desse trabalho não seria o mesmo se envolvesse apenas a técnica de um fotógrafo que domina o seu ofício. Há, no caso de Leonil Jr, a fé pessoal no trabalho que faz e, mais que isso, no povo que ele tão bem vê através das lentes. É, como ele diz, uma crença que vai além do sentido religioso e tem a ver com a esperança que o brasileiro carrega como parte da sua essência.

fotografia de leonil junior

Trazer uma exposição para Londres não é tarefa das mais fáceis. É algo praticamente impossível sem a iniciativa e união de esforços de pessoas, empresas e organizações. Por isso, é mais que uma obrigação abrir espaço para creditar quem viabiliza eventos dessa natureza. No caso da exposição “Do Sagrado ao Profano”, foram fundamentais a participação de Giselle Barboza através da Kriyar, agência de comunicação, da qual ela é Diretora Criativa; Embaixada do Brasil em Londres; Primetour, agência de viagens, e o CEU – Centro de Estudos Universais, da Busca Vida, entre outras. Foi a participação de todos eles que tornou realidade a exposição “Do Sagrado ao Profano”, em Londres.

gisella barbosa leonil jr

Gisella Barboza e Leonil Jr

Finalmente, vale destacar a participação especial de alguns trabalhos de crianças de Recife, como parte do Projeto Eyes of the Street (Olhares da Rua), criado e dirigido por Giselle Barboza e que tem Leonil Junior como um dos seus colaboradores.

 

 

 

 

A sua opinião é muito bem-vinda. Deixe um comentário

receba nossa newsletter
somos uma tv online
feita por brasileiros
em Londres e estamos
construindo um arquivo
inédito sobre a diáspora
brasileira na Europa.

info@canallondres.tv