flipside, inglaterra
literatura brasileira no exterior

Com o lançamento da FlipSide, na Inglaterra, a literatura brasileira ganhou uma grande aliada no exterior. Foram três dias muito especiais: o lugar, os convidados, a organização, o público, o evento, tudo funcionou de forma perfeitamente integrada. Depois de se tornar o maior evento literário do Brasil, a FLIP – Festa Literária Internacional de Paraty, ganhava a sua versão inglesa.

Se no Brasil ela tem o belíssimo cenário que cerca a cidade de Paraty, na Inglaterra, Snape Maltings, uma pequena vila em Suffolk, era a garantia de que, também em termos de cenário, o sucesso da versão inglesa seguiria os passos da sua irmã mais velha.

liz calder na flipside

Liz Calder

Mas o vídeo que produzimos com um pequeno resumo do que foi o lançamento da FlipSide também é uma prova que não faltaram os outros ingredientes tão essenciais para o sucesso de um evento de tanta importância. De nomes consagrados da nossa literatura, a exemplo de Milton Hatoum e Ana Maria Machado, presidente da Academia Brasileira de Letras, a escritores jovens como Adriana Lisboa, que estava lançando a versão inglesa do seu livro, O Corvo Azul, a Bernardo Carvalho, entre outros.

escritor milton hatoum

Milton Hatoum

O público que compareceu a Snape Maltings foi brindado com a presença de nomes que representam o melhor da produção literária brasileira. Também passaram por lá nomes de peso da literatura inglesa como Ian McEwan, que dividiu uma mesa de discussão com Milton Hatoum; e Will Self, que teve Bernardo de Carvalho como companheiro de conversa.

flipside na inglaterra

Não poderia faltar também a grande idealizadora das duas FLIPs, Liz Calder, que gentilmente nos concedeu alguns minutos, em meio a tantos compromissos, para fazer um resumo da sua relação com o Brasil, a importância da FLIP na divulgação da literatura brasileira no exterior e, claro, a sua alegria como o início promissor da FlipSide.

versão inglesa da flip paraty

Mas tudo isso não faria o menor sentido sem a participação muito especial do leitor, a razão final de todo trabalho literário. Em nosso vídeo, eles estão representados por Mônica Vasconcelos cantora e jornalista; André Laurentino, publicitário e escritor com livro lançado na FLIP; o jornalista e videomaker Pedro Caiado; e a jovem escritora Sylvia Morgado.

literatura brasileira na inglaterra

Na abertura do nosso vídeo, a presença de Mauro Munhoz, diretor da FLIP e grande amigo de Liz Calder. É o registro de um momento histórico para a cultura brasileira e que, certamente, é o primeiros de muitos por vir.

A sua opinião é muito bem-vinda. Deixe um comentário

receba nossa newsletter
somos uma tv online
feita por brasileiros
em Londres e estamos
construindo um arquivo
inédito sobre a diáspora
brasileira na Europa.

info@canallondres.tv