de objetos perdidos a objetos de arte

lost and foundMudar de país ou, mais que isso, passar a conviver com uma cultura totalmente diferente daquela onde a gente cresceu, frequentemente, é encarar o desafio do recomeço. Especialmente no início, sentir-se completamente perdido é uma sensação pela qual todos nós passamos. As dificuldades podem parecer intransponíveis e, de fato, para alguns, o caminho de volta para zona de conforto de onde vieram é a única saída. Por outro lado, quem consegue superar esta primeira etapa tem tudo para descobrir o quanto esta experiência pode abrir a perspectiva de um novo reencontro. Um reencontro consigo mesmo.

lost and found

A história da jornalista brasileira Letícia Nascimento se enquadra no segundo caso. Segundo as suas próprias palavras, ao chegar em Londres, há 4 anos, “Não foi fácil mudar de país e deixar para trás uma vida inteira. Abrir mão da convivência com família e amigos não é para qualquer um e deixar de trabalhar foi muito triste”. Ao mudar de país Letícia teve que promover uma grande mudança de vida e foi, gradativamente, descobrindo o que a oportunidade de morar em uma cidade como Londres poderia acrescentar à sua experiência de vida.

lost and found

Não deixa de ser irônico que ela tenha visto no hábito dos ingleses de promover o reencontro entre um objeto perdido e o seu proprietário, uma oportunidade para também se reencontrar profissionalmente. Tudo começou quando ela decidiu investir parte do tempo disponível em um curso de fotografia, uma das suas paixões. Com o olhar atento, Letícia começa a perceber objetos que são deixados sobre muros e outros espaços públicos bancos, principalmente em áreas residenciais. Ao descobrir que aquela era uma forma de oferecer ao objeto perdido a chance de retornar às mãos do seus proprietário, nasce um projeto: Lost & Found.

lost and found

 

Com a câmera na mão, ao longo de 2015, Letícia tem se dedicado a formar uma galeria de objetos perdidos que ela encontra na cidade. Galeria, aliás, que você pode visitar através do perfil @lostandfounduk, no Instagram. Nas palavras de Letícia, “É um gesto que reflete o respeito que as pessoas têm pelos outros“. Por onde passa, o olhar de Letícia já se deparou com os mais distintos objetos: brinquedos, casacos, sapatos e muita coisa inusitada. “Já imaginou que alguém esqueceria um carrinho de bebê no meio da rua, por exemplo?”, indaga. 

lost and found

Os belos registros destes encontros entre o olhar de Letícia e os objeto à espera dos seus donos, mostram a delicadeza de um gesto e revelam a sensibilidade da fotógrafa.  “Quando a gente perde alguma coisa fica chateado, não? Reencontrar esta mesma coisa é uma alegria imensa. Uma surpresa boa. E foi isso que aconteceu comigo. Quando fiz o curso e lancei este projeto, me reencontrei como profissional”, afirma Letícia.

lost and found

Finalmente, impossível não mencionar uma outra faceta desse belo trabalho fotográfico: ao pousar o olhar sobre objetos deixados nas ruas de Londres, o click de Letícia Nascimento os presenteia com uma aura poética. De certa forma, ao transformar objetos perdidos em objetos de arte, ela os enobrece.

Silvino Ferreira Jr - Editor do Canal Londres

A sua opinião é muito bem-vinda. Deixe um comentário

receba nossa newsletter
somos uma tv online
feita por brasileiros
em Londres e estamos
construindo um arquivo
inédito sobre a diáspora
brasileira na Europa.

info@canallondres.tv