oxford, inglaterra
história e atrações turísticas

Oxford, na Inglaterra, é sinônimo de cidade e de universidade.

Difícil saber onde termina a cidade e começa a universidade. Se é um dos mais desejados centros de estudos do mundo, é, também, um lugar que vale a pena conhecer como atração turística. Na companhia de uma guia de uma guia brasileira altamente qualificada, o nosso vídeo acima faz um passeio pela história de Oxford. 

lugares em oxford

Descubra mais:

Uma brasileira mostra como é a experiência de estudar em Cambridge

Oxford – O Monumento aos Mártires, como ponto de partida

O ponto de partida para esta viagem é um lugar muito especial: o Monumento aos Mártires. Ele foi construído no século XIX, pelo arquiteto George Gilbert Scott, o mesmo responsável pelo belíssimo St Pancras Hotel. No monumento, o destaque é a estátua do arcebispo Thomas Cranmer, que se vê segurando uma bíblia. Ele foi executado pela rainha católica Maria I por se recusar a negação da fé protestante.

bikes em oxford

Museu Ashmolean – um dos mais antigos do mundo

No lado oposto, à direita de quem fica de frente para o monumento, está outro prédio muito importante: o Museu Ashmolean é um dos mais antigos museus do mundo. Foi fundado por Elias Ashmolean, um antiquário e político.

É o primeiro museu de uma universidade do mundo. Se tem uma coisa que deveria contar ponto para um museu é tempo, concorda? Por isso mesmo o Ashmolean é parte importante na história da cidade-escola.

broad street oxford

Uma rua especial em Oxford – Broad Street

Bem próximo ao Monumento dos Mártires também fica a Broad Street. É uma rua histórica. A The Broad, como é chamada, é o lugar onde eram executadas os aquele que foram homenageados pelo monumento do George Gilbert Scott. Era uma vala que exalava odores insuportáveis e que hoje é um dos pontos mais importantes da cidade.

No solo, uma cruz indica o lugar das execuções, enquanto que uma placa na parede preserva os nomes dos que morreram defendendo a crença protestante. Um detalhe: antes de chegar à Broad Street, Vania chama a atenção para o número de bicicletas estacionadas nas ruas locais. É uma cena comum no cotidiano dessa cidade universitária.

prédio de oxford

Voltando às origens da cidade universitária

Este é um capítulo dedicado a quem tem mais  interesse em história e menos em cartões postais. Vania destaca uma peculiaridade de Oxford em relação a outras cidades na Inglaterra. Ao contrário da maioria da cidades, desenvolvidas pelos romanos, ela é uma cidade anglo-saxã.

O nome quer dizer “lugar de gado” e fica entre dois rios, o Isis e o Cherwell. Isso levou os romanos a concluírem que aquela era uma região pantanosa e, portanto, sem futuro. E aqui, mais uma curiosidade “Isis” é a terminologia para “Tamesis”, versão latina do Thames. Ou seja, o Isis  é o mesmo rio que corta Londres, mas com um nome diferente.

broad street oxford

A origem como centro de estudos

A cidade começou a desenvolver-se como universidade a partir dos monastérios e abadias. Na Idade Média, praticamente só os monges se dedicavam aos estudos. Era nos monastérios que o conhecimento era guardado. Mas foi uma briga real que deu impulso para que ela começasse a se transformar no que é hoje.

No século XII, o Rei Henrique II brigou com o rei da França e ordenou que todos os estudantes britânicos em solo francês retornassem ao país. Vania relata esta história bem na frente do Balliol College, fundado no século XIII e um dos 3 mais antigos na universidade.

vania gay em oxford

Vania Gay

O museu com relíquia de Einstein e outros prédios históricos

O Museu de História da Ciência da Universidade de Oxford, é outro ponto obrigatório para quem faz um passeio pela cidade. Entre tantas relíquias, ele guarda o quadro negro usado por Albert Einstein. Originalmente, onde ele funciona hoje, foi a primeira sede do Ashmolean Museum. Foi aberto como museu em 1693. Não fica nenhuma dúvida, portanto, de que é um prédio cujo destino era ser museu.

fachada de predio em oxford

Em seguida, sempre na companhia de Vania Gay, você vai conhecer o primeiro prédio construído pelo arquiteto Christopher Wren, na cidade. Para quem não lembra, ele é o arquiteto responsável pela construção da St Paul Cathedral, um dos principais cartões postais londrinos.

O prédio é o Sheldonian Theatre (Teatro de Sheldonian). É um lugar de extrema importância na vida da cidade. Ali está a maior sala de reuniões da universidade. É ali que acontecem as cerimônias de graduação. Arredondado, ele tem um estilo inspirado por um templo romano. É belíssimo.

oxford

A primeira parte do nosso passeio pela história e lugares para visitar em Oxford termina no Sheldonian Theatre. O bom é que você ainda vai conhecer muito mais. Basta ficar atento para a segunda parte que vai ao ar em breve. Fique atento.

 

 

 

A sua opinião é muito bem-vinda. Deixe um comentário

avatar
  Subscribe  
Notify of

receba nossa newsletter
somos uma tv online
feita por brasileiros
em Londres e estamos
construindo um arquivo
inédito sobre a diáspora
brasileira na Europa.

info@canallondres.tv