principais bairros de londres
conhecendo chelsea

rico, aristocrático e cheio de história

Impossível mencionar os principais bairros de Londres e deixar Chelsea de fora. Para alguns a palavra pode significar apenas um dos grandes times de futebol da capital londrina. Ele, no entanto, é bem mais que isso. Para conhecer este território de ricos e privilegiados, o vídeo acima para esta região londrina. É o primeiro de uma série. Você não poderia pedir companhia melhor para este passeio: Vania Gay, nossa Guia de Turismo Credenciada.

estação de sloane square londres

Vania Gay

Explore mais:

Uma rua que já foi exclusiva do rei e dos amigos do rei

Sloane Square – Marco entre Chelsea e Westminster

O ponto de partida é a única estação de metrô do bairro. A partir de Sloane Square, você começa a descobrir como o bairro foi formado. Mais importante: o que tem para oferecer ao turista. A Sloane Square marca os limites entre Chelsea e Westminster. Na origem dos dois lados, duas da mais ricas famílias londrinas: os Grosvenor e os Cadogan.

fonte de venus na sloane square

Venus Fountain – Sloane Square

Vania destaca algumas atrações importantes na praça. Entre elas o Royal Court Theatre e The Venus Fountain.  O Royal Court Theatre tem um papel importante na história. Um papel que vai bem além do seu palco: uma peça encenada ali deu origem ao fim da censura no Reino Unido. Já a Venus Fountain tem, na sua base, esculpidos os rostos do Rei Charles I e uma de suas amantes, Nell Gwynn. São dois nomes importantes na história da cidade. Fazer turismo não é só tirar fotos de cartões postais, não é mesmo? Por isso, Vania mostra um pouco do que está por trás de cada um desses lugares. São eles que fazem de Chelsea um dos principais bairros de Londres.

igreja holy trinity sloane square

Holy Trinity Sloane Square

Hotéis em Londres

Da igreja à avenida real

Saindo dali, vamos a mais um lugar especial na área. A Holy Trinity Sloane Square é uma belíssima igreja. Especialmente a sua parte interna. Seus vitrais são obras que fazem parte de um movimento chamado “Arts and Crafts.  É um movimento que oferecia uma alternativa à Revolução Industrial. Ao invés da fabricação em série, a produção artesanal. Ele aconteceu durante a Era Vitoriana. Ao lado de Edward Burne Jones, William Morris, um dos líderes do movimento, é um dos criadores do imenso vitral que chama a atenção logo que você entra na igreja.

bairros ricos de londres chelsea

King’s Road

A poucos metros dali, de frente para Sloane Square, tem a única loja de departamentos da região. A Peter Jones fica em um prédio que, embora relativamente novo, já é histórico. Construído na década de 30, foi o primeiro a usar uma técnica chamada glass curtain wall. Essa estrutura de vidro torna a edificação mais leve. É uma influência da moderna escola de arquitetura alemã.

duke of york square chelsea

Duke of York Square

A valorização da exclusividade em um dos principais bairros de Londres

Em seguida, passamos sob um arco que dá entrada para a Duke of York Square. É um lugar que resume bem a riqueza e a elegância de Chelsea. Com lojas de luxo, a área é tão exclusiva que, ali, não é permitida a presença de lojas de grandes cadeias. A valorização da exclusividade também faz dele um lugar único em Londres.

saatchi gallery em londres

Saatchi Gallery

Arte e curiosidades históricas

Mais à frente, você chega à Saatchi Gallery. É uma das mais importantes galerias de arte contemporânea do mundo. Só que, além da galeria, vale a pena conhecer a história da bela construção que é sede da Saatchi Gallery, desde 2008. A construção tem nome: Duke of York Headquarters. Durante muito tempo foi uma escola para filhos de militares do exército. Passou por mudanças, até ser o que é hoje. O nome da praça não podia ser outro: Duke of York Square.

estátuas em londres

Estátua de Hans Sloane

Merece menção especial a estátua de Hans Sloane. Ele é personagem importante na história de Chelsea. Médico e colecionador, deixou um inestimável tesouro. So para se ter uma ideia, o seu acervo deu origem ao British Museum. Não é pouco, como se pode perceber. Você também vai descobrir a curiosa conexão entre a Jamaica e o leite com chocolate. Por outro lado, ele tem uma interessante ligação com Henrique XIII. Esse é o rei que gostava tanto de casar que fundou a Igreja Anglicana, para fugir à proibição do Papa e casar mais uma vez.

Royal Avenue Chelsea

Royal Avenue

Para fechar a caminhada, Vania leva você à Royal Avenue. Como o nome já sugere, é uma larga avenida criada pelo Rei William III. Era o caminho entre a sua casa, em Kensington, e o Royal Hospital Chelsea. Embora tenha ficado inacabada, a avenida tem um tesouro: as casas do período georgiano nos seus  dois lados. São um presente para quem curte beleza e arquitetura. Vania, claro, traz informações valiosas para quem quer saber como identificar uma casa desse período. Um período que abrange 4 reis com nomes George. Ficou curioso? Essa era ideia.

crece pelo