red house
a casa de william morris

Red House (Casa Vermelha) é a casa onde o artista inglês William Morris viveu por 5 anos.

William Morris é dos grandes nomes na história da arte e da literatura inglesa. Artista de múltiplos talentos, ele é mais conhecido como o fundador do movimento que ficou conhecido como Arts and Crafts. A ideia desse movimento era retomar os processos artesanais em contraposição aos processos de fabricação mecânica introduzidos pela Revolução Industrial.

red house

Red House

Red House – legado de um grande artista

A Red House, localizada em Bexleyheath , cidade ao sudeste de Londres, é um legado do sonho de William Morris. A casa é um projeto conjunto desenvolvido pelo arquiteto Philip Weber e o próprio Morris. A ideia de construir uma casa em uma tranquila área rural veio logo depois do casamento com Jane Morris. Mas por que vale a pena visitá-la?

painting william morris

Mantida pela National Trust, a Red House é um lugar irresistível para quem curte um passeio tranquilo, tento arte, história e natureza por companhia. O estilo neo-gótico da Red House é a primeira atração que salta aos olhos. Já dentro da casa, o visitante vai ter contato com as habilidades manuais de Morris presentes em todos os cômodos. É uma espécie de introdução ao surgimento do Arts and Crafts.

papel de parede

Papel de Parede – Red House

Uma vez que viveu ali por apenas 5 anos e a casa foi ocupada por outros moradores, muitos dos objetos e da decoração original foram levados pelo próprio Morris ou modificados. Mas o que ficou da casa original é mais que suficiente para você entrar nesse mundo muito particular do artista. Atenção especial deve ser dado aos trabalhos nas paredes. As estamparias desenvolvidas por William Morris são um belo cartão de visita para se perceber o talento e a originalidade do artista.

janela na red house

Outra particularidade da casa são as suas janelas. São verdadeiras obras de arte da carpintaria de William Morris. São todas projetadas de uma forma tão especial que parecem obras de arte na parede. Todas elas com vista para o belíssimo jardim que cerca toda a casa. No interior desses cômodos, vocês depara com muitos estudos que mostram o processo de trabalho do artista.

projeção de vídeo

Em uma das salas, por exemplo, há projeção de vídeos na parede, onde você pode descobrir muito sobre a arte do bordado, empregado para trazer à tona as ideias de Morris. Cadeiras, o teto, os tapetes na parede, em cada canto da casa há algo de especial que merece a atenção. Logo na entrada, por exemplo, vale a pena fechar a porta e ver o belíssimo trabalho de carpintaria, que fica escondido do visitante menos atento.

Por outro lado, as pessoas que trabalham na casa estão sempre dispostas a oferecer informações para que você se insira melhor no ambiente da Red House.

red house

Red House

Outra informação histórica importante é que ali também foi o ponto de encontro de jovens artistas que ficaram conhecidos como pintores Pré-Rafaelistas. Idealistas e revolucionários, eles promoviam encontros que eram verdadeiras festas. Para alguns, eles podem ser vistos como os hippies dos meados do século XIX. Dois deles,  Edward Burne-Jones e Dante Gabriel Rossetti, contribuíram com ideias para a decoração da Red House.

jardins

Jardins – Red House

Outra dica muito especial: assim que terminar o seu passeio pelo interior da Red House, não deixe de dar uma volta pelos jardins. É a cereja no bolo dessas horas muito especiais que você pode desfrutar em lugar muito próximo de Londres, mas com toda a atmosfera da vida rural. Para saber mais e planejar a sua visita, é simples: basta visitar o site da casa. Lá, você vai encontrar um pouco da história, como chegar e quanto tem que pagar para entrar. Vale a pena.

 

 

A sua opinião é muito bem-vinda. Deixe um comentário

avatar
  Subscribe  
Notify of

receba nossa newsletter
somos uma tv online
feita por brasileiros
em Londres e estamos
construindo um arquivo
inédito sobre a diáspora
brasileira na Europa.

info@canallondres.tv