revolução industrial
onde aconteceu
importância histórica

A Revolução Industrial, iniciada na Inglaterra no século XVIII, foi um acontecimento que gerou profundas mudanças na Europa Ocidental. Estas mudanças, gradativamente, avançaram para o resto do mundo, mas o primeiro país fora da Europa a embarcar neste novo mundo foram os Estados Unidos da América da Norte.

Basicamente, foi uma revolução que mudou os métodos de produção, das relações sociais e de trabalho  gerou uma nova mentalidade, em um mundo em que os centros urbanos tomavam o protagonismo.

linha de trem

Inauguração da Linha de Trem Liverpool – Manchester

Por que a revolução industrial começou na Inglaterra

Como todo grande acontecimento histórico, não existe uma razão isolada para que a Revolução Industrial tenha começado pela Inglaterra. Também não foi da noite para o dia, como você bem pode imaginar. Existem causas econômicas, políticas, religiosas, que se entrelaçam. No país, 3 cidades tiveram destaque durante a Revolução Industrial: Manchester, Liverpool e Birmingham.

Na Economia

A partir do reinado de Elizabeth I, a Inglaterra começou um período de grande expansão e enriquecimento, a partir da expansão do comércio marítimo. No século XIX, o Império Britânico era dominante no mundo. Era o período chamado de Era Vitoriana. O comércio de escravos a exploração da colônias britânicas eram fontes de riqueza.

Entre outros, um fator que merece destaque são os chamados “Atos de Navegação”, de 1651. Esse decreto determinava que as importações e exportações da Inglaterra e das colônias deveriam ser feitas apenas por navios ingleses. Foi uma forma protecionista de combater a concorrência, especialmente da Holanda.

Outra decisão de grande impacto foram as Leis de Cercamento (Enclosure Acts), uma série de ações parlamentares que transformaram as terras camponesas em pastos de ovelha. A maioria delas foram criadas entre 1750 e 1860. Como consequência, muitos camponeses tiveram que abandonar suas terras e migrar para os centros urbanos, formando uma massa de mão de obras fundamental para as novas indústrias que surgiam.

Há que lembrar também Adam Smith, escocês, nascido no século XVIII, considerado o pai da moderna economia. Ele é considerado o pai do liberalismo e suas ideias fizeram escola. A teoria liberal formulada por Adam Smith deram o lastro teórico para o desenvolvimento do capitalismo. Muitas das suas ideias ainda são consideradas atuais.

Adam Smith

Adam Smith

Na política

A Revolução Inglesa,  guerra civil nascida da disputa pelo poder entre os partidários do Rei Carlos I e o Parlamento é um acontecimento fundamental na história da Inglaterra. Derrotada pelos comandados de Oliver Cromwell, a monarquia viu os seus poderes reduzidos. O maior simbolismo dessa mudança radical foi a execução de Carlos I.

Outro marco crucial que foi a disputa pelo poder foi a chamada Revolução Gloriosa, uma disputa entre a Monarquia e o Parlamento, mas também entre católicos e protestantes. O rei católico, James II, foi obrigado a fugir e o parlamentarismo, definitivamente, se impôs como principal instância das decisões de governo. Isso gerou mais participação do cidadão vida política do país. A assinatura da “Declaração dos Direitos“, em 1689, foi um passo decisivo para as garantias dos direitos individuais e criou espaço para uma sociedade civil mais atuante.

Na religião

Quando o Rei Henrique VIII decidiu abandonar o catolicismo, com a criação da Igreja Anglicana, o único objetivo era realizar o segundo casamento, com Ana Bolena, já que papa se negou a aceitar tal união. Mas ao tornar-se um país protestante, a Inglaterra também estava, mesmo que involuntariamente, as condições para que o capitalismo se florescesse mais tarde.

Basta olhar a história do capitalismo para perceber que ele nasce nos países protestantes. Isso tem a ver com diversos fatores: eliminação do analfatismo, já que os fiéis eram estimulados a ler a Bíblia – com a tradução autorizada pelo Rei James I, se tornou o livro mais publicado da língua inglesa;  a iniciativa individual também era estimulada entre os protestantes e acumular riqueza passou a ser visto como uma virtude.

bridgewater

Bridgewater Foundry – Fábirca de Locomotivas e Ferramentas

O motor a vapor e as máquinas da revolução

A Revolução Industrial é praticamente um sinônimo de novas invenções. A partir do século XVIII elas foram se multiplicando. A invenção que mais impulsionou a nova era foi a do motor a vapor. Ele foi usado pela primeira vez, em 1698, por Thomas Newcomen, em Staffordshire, para retirar água de uma mina de carvão.

A invenção de Thomas Newcomen, patenteada como “Máquina Atmosférica”,  já era um aperfeiçoamento de uma máquina criada por Thomas Savery. Em 1765, James Watt patenteou o motor a vapor.

James Watt

James Watt

O uso da nova tecnologia em máquinas de tear, mudou a indústria da tecelagem. O artesão deixava de ser um produtor independente para trabalhar para os donos dessas nova máquinas. A produção cresceu e passou a ser feita em larga escala. C

om o aumento da demanda por trabalhadores, os camponeses, que foram obrigados a abandonar suas terras, formaram o exército de trabalhadores que a nova indústria precisava. Por isso, a primeira grande consequência da Revolução Industrial foi o crescimento de centros urbanos como Londres, Manchester, Liverpool e Birmingham.

motor a vapor

A velha Maria Fumaça

A outra invenção fundamental para a Revolução Industrial foi o trem a vapor, que a gente conhece como Maria Fumaça. Ele veio para responder a grande demanda por um transporte mais rápido de matéria-prima, do produto final e das pessoas.

O trem a vapor era 4 vezes mais veloz que a carruagem, puxada a cavalos, com mais a vantagem adicional de não precisar parar para dar descanso aos animais ou para que os mesmos fossem trocados. O primeiro trem a vapor, sobre trilhos, foi construída pelo engenheiro inglês Richard Trevithick. Em 1804, foi feito o primeiro percurso com essa nova invenção.

trem a vapor

Trem a Vapor

Embora fundamental, sozinho, o motor a vapor não impulsionaria um movimento com dessa proporção. É grande a lista de invenções, a partir do ano em que Thomas Newcomen usou a sua máquina pela primeira vez. Outros fatores importantes foram a utilização do carvão para diminuir os custos da produção de ferro, aperfeiçoamentos de máquinas e processos de tecelagem, construção da primeira ponte de ferro e a primeira embarcação a vapor, por exemplo.

A Revolução Industrial, pode-se dizer, foi um grande divisor de águas. Ela significou uma das maiores transformações pelas quais a humanidade já passou. Tudo o que a gente chama de moderno, hoje, em plena era digital, não teria sido possível sem essa grande revolução.

A sua opinião é muito bem-vinda. Deixe um comentário

receba nossa newsletter
somos uma tv online
feita por brasileiros
em Londres e estamos
construindo um arquivo
inédito sobre a diáspora
brasileira na Europa.

info@canallondres.tv