riviera albanesa
mar adriático

A Riviera Albanesa é também conhecida como o Caribe europeu.

Durante a nossa viagem pela Albânia, iniciada pela capital, Tirana, visitamos o Castelo de Berat e as ruínas da milenar cidade de Apolônia. Mas uma viagem pela Albânia não estaria completa sem conhecer a bela costa banhada pelo Mar Adriático. Conhecida como Riviera Albanesa, partimos da cidade de Vlora, no sentido norte-sul.

mar adriático albânia

Mar Adriático – Albânia

A primeira coisa que impressiona tão logo você se depara com o Adriático são as cores e tonalidades da água. Outra característica que você vai perceber ao acompanhar a nossa viagem pela Riviera Albanesa é a falta de ondas gigantes. Não é uma boa notícia para quem é surfista, mas a beleza cativa os olhos de qualquer viajante.

Karaburun-Sazan Marine Park

Karaburun-Sazan Marine Park

Riviera Albanesa – Parque Nacional de Llogara

Mas a costa albanesa não é feita só de praia e mar. Parte do trajeto de carro é feita cortando a imensa Península de Karaburun. Trata-se de uma enorme reserva ecológica que é parte do Mar Mediterrâneo, cercada pelo Adriático, ao norte e o Mar Jônico, ao sul. A partir de Vlora parte desse imenso santuário ecológico é o Parque Nacional de Llogara.

Dentro do parque, a famosa montanha de Çika, cujo ponto mais alto atinge pouco mais de 2000 metros. Boa parte desse trajeto é feito sem a visão do mar, mas vale muito a pena. O motorista deve ter atenção redobrada, uma vez que a estrada é estreita e cheia de curvas insinuantes. A montanha se extende até o sul da Albânia, proporcionando vistas impagáveis durante o trajeto.

riviera albanesa

Algumas praias da costa adriática na Albânia

Fizemos a viagem em 2 dias, parando em diversas praias ao longo da costa. Um aspecto muito interessante é que, embora, a temperatura média fosse de 20 graus, com belos dias de sol, todas as praias estavam vazias. Era primavera e os donos de bares e restaurantes estavam se preparando para o verão.

Praia de Dhermi

Silvino Ferreira Jr – Praia de Dhermi

Percebe-se durante a viagem que algumas das praias só agora estão criando uma infra-estrutura para turistas e proprietários de casas de veraneio. Pode ser frustrante se você quer para para comer ou simplesmente comprar água ou tomar uma cerveja. A primeira parada onde encontramos um restaurante aberto foi em na Praia de Dhermi. Era o único restaurante aberto, então, não havia o que pensar: hora de reabastecer.

comida albanesa

Felizmente, como notamos durante toda a viagem, o restaurante mantinha o alto padrão de qualidade da comida albanesa. Como deve ser um bom prato à beira-mar, os peixes, crustáceos e frutos do mar são sempre frescos e com temperos deliciosos. Outro destaque: um bom padrão de atendimento e preços muito honestos.

himara albânia

Himara – Albânia

Himara – uma parada estratégica na sua viagem

Entre Llora, de onde partimos, e Samara, no sul, você passa por muitas vilas e pequenas cidades. Himara é a maior delas e você deve fazer uma parada estratégica ali. É o lugar ideal para ir a um supermercado, achar um posto de gasolina e um caixa eletrônico.

A maior parte dos pequenos estabelecimentos comerciais só aceita pagamento em espécie e esta é uma boa hora para sacar alguns Leks, o dinheiro albanês. Uma característica peculiar de Himara é que grande parte da sua população é de origem grega. Durante a crise econômica que o país passou nos anos 90, a cidade era um ponto de partida de albaneses migrando para a Grécia.

praia de bunesi

Praia de Buneci

O nosso segundo dia – mais praias, pier, boteco, despedida

O segundo dia do nosso passeio começou pela Praia de Buneci. Para encontrá-la, você precisa sair da estrada principal, uma vez que é uma dessas praias escondidas na Riviera Albanesa, já no Mar Jônico. Ali, um diferencial em relação às outras praias é a existência de um pier. É aquela praia onde você sempre vai encontrar aquele pescador solitário diante da vastidão do mar.

silvino ferreira jr

Silvino Ferreira Jr

Como dissemos no início, nem tudo é praia ao longo da Riviera Albanesa. Ao longo do caminho, quem curte explorar lugares fora do roteiro pré-determinado, pode se deparar co belos achados. Em nosso segundo dia, bem próximo a Himara, fizemos uma parada em típico boteco de beira de estrada.

Valeu muito a pena. Foi a chance de um contato mais próximo co a simplicidade e hospitalidade do povo albanês. Sem contar a belíssima vista proporcionada pela localização privilegiada.

praia de borsh

Praia de Borsh – Albânia

Outra característica da Riviera Albanesa é que todas as praias são de pedra. Para o brasileiro, bate uma certa saudade das nossas praias de areia, mas elas não ficam devendo nada no quesito beleza. São quase sempre praias pequenas, mas há exceções como a Praia de Borsh, que é imensa e muito convidativa para quem curte uma boa caminhada.

Praia de Qeparo

Praia de Qeparo

No terceiro dia, pela manhã, encerramos esse passeio pela Riviera Albanesa. Foram duas noites hospedados em um hotel na Praia de Qeparo, cujo mar tranquilo é a melhor companhia para um sono regenerador. E aqui, para finalizar, uma dica: fora da alta estação, você vai encontrar bons hotéis ao logo da costa por preços muito bons e um padrão de atendimento que deixa você com vontade de voltar.

A sua opinião é muito bem-vinda. Deixe um comentário

avatar
  Subscribe  
Notify of

receba nossa newsletter
somos uma tv online
feita por brasileiros
em Londres e estamos
construindo um arquivo
inédito sobre a diáspora
brasileira na Europa.

info@canallondres.tv