the cult house
ativismo cultural

Criado pelo brasileiro J. A. Neto, The Cult House é um projeto que conecta artistas através de uma rede que ele começou a construir logo que chegou a Londres. A história do projeto, claro, está totalmente vinculada à história do seu criador. Por isso, marcamos um encontro com Neto, na After Nyne Gallery, onde gravamos a conversa que você vai ver no vídeo abaixo.

Descubra mais:

A arte e a sensibilidade de Daiane Medeiros

O criador do The Cult House

Neto é paulista, natural de São Carlos, e já está indo para completar 3 décadas vivendo na Europa. Quando saiu do Brasil, o objetivo era fazer uma viagem e 2 meses, aproximadamente. Acabou ficando 15 anos em Portugal e já está em Londres desde 2007. Ele lembra que, ao sair do Brasil, o país vivia uma inflação altíssima e que, praticamente, não havia inflação em Portugal. Com isso, ele descobriu o quanto era mais fácil planejar o futuro. A Europa, ao mesmo tempo, abriu as portas para um novo mundo de conhecimentos. Principalmente em relação às artes.

the cult house

Em Portugal, ele teve uma empresa de catering, restaurantes, mas também trabalhou com restauração e moda. Lá, Neto  já disponibilizava o espaço do restaurante para exposições dos trabalhos dos alunos da Universidade de Arte de Lisboa. Ao mudar para Londres, ele também tentou uma mudança de vida. Queria conseguir um trabalho mais convencional, o que a paixão pela arte não permitiu que durasse tanto. Por isso que, de certa forma, pode-se definir o que ele faz como “ativismo cultural”.

the cult house

Trabalhos do artista Oskar Krajewski

Aos poucos, Neto foi construindo uma rede de relacionamentos com artistas, que daria origem ao The Cult House, lançado em 2013. Pode-se dizer que trata-se de um coletivo de artistas que ajudam-se mutualmente. Para tornar as conexões mais efetivas ele criou um site e promove a divulgação dos artistas através das mídias digitais e suas ferramentas.

the cult house

It’s Art Call e Fusion

Um dos principais projetos do The Cult House é o “It’s Art Call”, uma competição de trabalhos de artes plásticas dividido em duas etapas. Na primeira, são selecionados diversos artistas, que têm os trabalhos expostos numa exposição coletiva. Um grupo de especialistas escolhe o vencedor, que é agraciado com uma exibição solo. Para tornar ainda mais efetiva a promoção dos artistas, na edição 2018, Neto lançou um catálogo impresso. Ele funciona como um complemento do catálogo digital, exibido no site da The Cult House. Anualmente, como parte da celebração do aniversário da The Cult House, são promovidas exposições chamados de “Fusion”. 2018, foi o ano do Fusion IV.

The Tree - Oskar Krajewski

The Tree – Oskar Krajewski

A arte de Oskar Ok Krajewski

Entre os trabalhos exibidos no “It’s Art Call 2018”, o escolhido como vencedor foi a escultura “The Tree”, do artista polonês Oskar Ok Krajewski. São os trabalhos de Oskar que você pode apreciar em nosso vídeo, junto com imagens da abertura da exposição, realizada na After Nyne Gallery. Vale muito a pena você tirar alguns minutos do seu tempo para conhecer o trabalho de Oskar. O foco da exposição são as esculturas que ele cria a partir de materiais recicláveis. O título, “Recycled Future”, reflete as preocupações do artista com o futuro do planeta, mas com uma atenção especial para a Ficção Científica.

Recycled Future - Escultura de Oskar Krajewski

Recycled Future – Escultura de Oskar Krajewski

Ao final do nosso vídeo, você terá a sensação de que foram, na verdade, dois vídeos: um, onde você descobre a história e o belo trabalho que Neto vem desenvolvendo, através do The Cult House; e o segundo, como um bônus, o trabalho e a criatividade de um artista que aborda uma temática universal e muito contemporânea. Em outras palavras, você não pode perder.

A sua opinião é muito bem-vinda. Deixe um comentário

receba nossa newsletter
somos uma tv online
feita por brasileiros
em Londres e estamos
construindo um arquivo
inédito sobre a diáspora
brasileira na Europa.

info@canallondres.tv