the queen’s house
presente para a rainha

The Queen’s House foi a primeira edificação totalmente construída em estilo clássico na Inglaterra. O projeto foi encomendado ao arquiteto Inigo Jones pelo Rei James I, como um presente para a sua esposa, a Rainha Ana da Dinamarca. Ou seja: o nome do palácio já diz tudo: O nosso editor, Silvino Ferreira Jr., pegou a câmera e foi até Greenwich, onde a Queen’s House está localizada, para mostrar o quanto vale a pena uma visita.

São muitos os motivos que podem levar você à The Queen’s House. Pode ser porque você curte arquitetura, arte, história, design ou porque simplesmente está passeando por Greenwich, uma dos pontos turísticos de Londres. Uma coisa é certa: você não vai se arrepender de ter passado por lá. Sem esquecer outra excelente razão: a visita é grátis.

the queen's house greenwich

The Queen’s House – Greenwich

Descubra mais:

Uma visita ao The Cutty Sark, o barco-museu em Greenwich

The Queen’s House – arquitetura de uma nova era

A Queen’s House começou a ser construída em 1616 e foi concluída por volta de 1636. Uma vez que a Rainha Ana da Dinamarca morreu em 1619, ela não chegou a ver o seu presente totalmente concluído. A finalização da construção, totalmente em estilo clássico, marcou o rompimento com a arquitetura Tudor, cujo grande expoente é o Palácio de Hampton Court.

queen's house londres

Rainha Ana da Dinamarca e o Rei james I

Comparado a outros palácios que você pode visitar na Inglaterra, a Queen’s House pode ser considerada pequena. Isso significa que você pode ficar um bom tempo prestando atenção aos detalhes. Eles estão, principalmente nas paredes, repletas de obras de arte, mas também no teto e no piso. E a forma como foi projetada facilita a visita. Tudo fica em torno de um grande hall, com entrada para todos os cômodos. Da sacada, ao olhar para baixo, você vai ficar impressionado com a beleza do design do piso.

queen's house

Queen’s House – Piso do Grande Hall

Mudanças ao longo do tempo

Uma das características em praticamente todos os cômodos da Queen’s House são as referências militares. Nas paredes, muitos quadros que remetem à importância da Marinha Britânica. Além da importância que a força naval teve para a expansão do Império Britânico, essas referências também estão ligadas às mudança pelas quais a casa passou. Em 1805, ela foi doada pelo Rei George II para os órfãos de marinheiros e passou a ser chamada de Royal Naval Asylum. Antes disso, ela foi propriedade de Henrietta Maria, que havia recebido Greenwich de presente do marido Charles I, filho do Rei James.

queen's house

Os cômodos do rei e da rainha

Evidentemente, os pontos altos da visita são os aposentos do rei e da rainha. Mas não espere encontrar por lá os objetos que faziam parte da casa. Ao entrar no quarto da rainha, por exemplo, você não vai ver a cama, os armários, criado-mudo, como acontece, por exemplo, em Hampton Court Palace. Mas você tem muito a aprender. Por exemplo: no quarto da rainha, você descobre que ela ganhou a Queen’s House como um pedido de desculpas do marido, por tê-la xingado. O motivo do xingamento foi que ela havia, involuntariamente, matado um dos cachorros prediletos de James I.

queen's house

As dinastias Stuart e Tudor

Também nas dependências da rainha, outra lição de história; um dos cômodos promove o encontro de duas dinastias: os Stuart e os Tudor. James I foi o último rei da família Stuart, que, por um longo período travou a famosa Guerra das Rosas com os Lancaster. Já os Tudor, vieram em seguida e, por um século, dominaram a Inglaterra. Henrique VIII e a filha Elizabeth I, são os dois monarcas da Dinastia Tudor que mais se destacaram. O pai, pela extravagância, enquanto a filha promoveu a expansão do Império Britânico.

queen's house

Elizabeth I e Henrique VIII

Você não pode deixar de apreciar uma das principais relíquias da Queen’s House: a máscara de Elizabeth I, que foi confeccionada a partir dos seus restos mortais. A máscara mostra uma das principais curiosidades na vida da monarca: o cabelo raspado, que a levou ao apelido de Rainha Careca. É um brilhante trabalho de restauração, que foi colocado de frente com com um magnífico retrato dela mesma. Vale lembrar que Elizabeth I nasceu em Greenwich.

Máscara de Elizabeth I na The Queen's House

Máscara de Elizabeth I – The Queen’s House

A escada em forma de tulipa

Tem muito mais para ver aprender na The Queen’s House, mas tem um detalhe que você não pode deixar de observar antes de finalizar o seu passeio: ao descer as escadas e chegar ao térreo, olhe para cima. Os seus olhos vão se deparar com o estonteante formato das escadas que levam aos andares de cima. E vai descobrir porque esta obra prima é chamada de Tulip Stairs (Escada Tulipa). Uma autêntica obra de arte e design.

tulip stairs

Tulip Stairs

Chegar à The Queen’s House é muito fácil: basta você incluí-la no seu roteiro para conhecer Greenwich, um lugar cheio de atrações turísticas, e gastar uma horinha do seu tempo apreciando essa obra-prima da arquitetura clássica. Além da entrada grátis, como já afirmamos acima, outra coisa boa: os funcionários são muito simpáticos e eles oferecem, em inglês, tours gratuitos, com guias profissionais, pelo interior da casa.

A sua opinião é muito bem-vinda. Deixe um comentário

receba nossa newsletter
somos uma tv online
feita por brasileiros
em Londres e estamos
construindo um arquivo
inédito sobre a diáspora
brasileira na Europa.

info@canallondres.tv