torre de londres
forte, palácio, prisão, cartão postal

A primeira coisa que pouca gente sabe sobre a Torre de Londres, construída por volta de 1016é o seu nome oficial: Palácio e Fortaleza Real de Sua Majestade da Torre de Londres. Um pouquinho longo, concorda?

Embora viesse a se tornar um dos pontos turísticos obrigatórios para quem visita a cidade, no início, não foi bem recebida pela população. A cidade havia sido ocupada pelos normandos, vindos da França, cujo rei, Guilherme I, mandou construir a Torre Branca, como palácio real.

torre branca

Torre Branca

Descubra mais:

Um roteiro para quem vem passar 4 dias em Londres

Mais que Torre de Londres, um complexo de torres

Ao longo dos séculos XII e XII, a área construída foi expandida formando um complexo com 21 torres. Tudo protegido por duas muralhas circulares, uma dentro da outra e mais um fosso.

A Torre de Londres também foi usada para diferentes finalidades, mas ficou mais famosa como prisão, local de tortura e execução de condenados à morte. O curioso é que, embora ela tenha ficado com a fama, na verdade, os condenados, em grande maioria, foram executados do lado de fora dos muros.

tower of london

Entrada da Torre de Londres

Cabeças famosas e decapitadas

Os primeiros famosos condenados e executados dentro da Torre foram Eduardo V e o seu irmão Ricardo de Shrewsbury, que ficaram conhecidos como os Príncipes da TorreEduardo V, o príncipe herdeiro, era muito novo para governar e suspeita-se que o seu tutor Ricardo, Duque de Gloucester, tenha aprisionado e assassinado os dois para usurpar o trono, como Ricardo III. Isso aconteceu em 1483.

bloody tower

Torre de Sangue

Outros nomes famosos ligados ao período mais tenebroso da história da Torre de Londres são: Ana de Bolena, segunda esposa de Henrique VIII,  Thomas More, influente político católico, e Duque de Somerset.

Mas, a rigor, até o século XX, apenas 6 prisioneiros foram executados no interior dos muros da Torre. Isso até as duas grandes guerras, quando ela foi. Durante as duas Essas execuções eram reservadas para prisioneiros cuja popularidade exigia que ficassem distantes dos olhos do público durante o evento.

tower of london

Aposentos do Sir Walter Raleigh

Outro famoso prisioneiro foi Sir Walter Raleigh, cuja história é curiosa porque ele foi preso e libertado duas vezes, mas acabou sendo executado porque, em uma batalha, desobedeceu as ordens do rei e atacou as tropas espanholas.

Ao visitar a Torre de Sangue você pode conhecer os aposentos onde ele ficou por 13 anos. Isso mostra que, assim como outros prisioneiros ilustres, ele tinha certas regalias. Foi lá, por exemplo, que ele escreveu o livro “History of the World”, em 1614.

joias da coroa

Jóias da Coroa

O pontos mais alto da visita à Torre de Londres

O destaque número 1 é, sem dúvida As Jóias da Coroa. Ir à Torre de Londres e não ver as jóias da coroa é  ir a Roma e não ver o Papa. São tesouros de valor inestimável que você terá diante dos olhos. Coroas dos reis que governaram a Inglaterra, com roupas, objetos e acessórios da indumentária real.

Entre os objetos mais valiosos estão, por exemplo, a coroa que é usada pelo rei ou rainha na abertura anual do parlamento e a coroa da rainha mãe, com seus 2.800 diamants. Curiosamente, você vai ver que, ao lado de alguns objetos há a inscrição “in use”, indicando que ele ainda é usado pela atual monarca, a Rainha Elizabeth II.

torre de londres

Jóias da Coroa

Mas existem outros pontos que todo turista deve visitar: a Torre Branca, onde a principal atração é uma coleção de armaduras reais, chamada de “Line of Kings”; o Portão dos Traidores, bem junto à Torre Thomas Moore, nome de um dos mais ilustres prisioneiros na história dessa fortaleza; a Torre de Sangue, onde foram assassinados os dois príncipes irmãos. Para quem curte um friozinho na barriga, é bom visitar o lugar onde, dizem, o fantasma de Ana Bolena foi visto.

traitor's gate

Portão dos Traidores

A Torre também já foi zoológico

Outro fato que pode surpreender muita gente é descobrir que aquele local também abrigou muitos animais selvagens. Por mais de 600 anos, a Torre de Londres manteve leões, elefantes, macacos, zebras, ursos e jacarés, entre outros, como prisioneiros. Ou seja, ali dentro era mantido um verdadeiro zoológico. Eram chamados de Feras Reais.

animais na tower of london

Também não deixe de observar os corvos que circulam livres pelo interior das muralhas. Há uma superstição que faz muita gente acreditar que eles são os guardiões da cidade. Isso significa que se eles abandonam a Torre, a cidade será invadida e dominada.

corvos da torre de londres

A vizinha ilustre

A outra grande atração para quem vai visitar a Torre de Londres não está no interior das muralhas, mas do lado de fora: trata-se da ilustre vizinha, Tower Bridge, famoso cartão postal londrino. Bem mais nova, a ponte herdou o nome da fortaleza. De alguns pontos do lado de dentro das muralhas, você pode ter uma visão diferente da ponte.

tower bridge

Tower Bridge

Visitar todo este patrimônio da humanidade, segundo a Unesco, tem o seu preço. São várias opções, dependendo se é para adulto, criança, individual ou em grupo. Durante o dia são feitos vários passeios guiados, em inglês, pelo interior das muralhas.

Você não é obrigado a fazer o passeio, mas se decidir fazer, não se preocupe: o preço já está incluído no seu ingresso. Eles também disponibilizam áudios para você usar como guia, inclusive em português, mas cobram um extra. De terça a sábado o horário é das 9:30 às 1730; no domingo e na segunda, abre às 10h e fecha às 17:30. Você pode planejar a sua visita online.

A sua opinião é muito bem-vinda. Deixe um comentário

receba nossa newsletter
somos uma tv online
feita por brasileiros
em Londres e estamos
construindo um arquivo
inédito sobre a diáspora
brasileira na Europa.

info@canallondres.tv