canal londres tv online logo

siga-nos no facebook >

tristeza em sintonia, em dia deprê – dia 65

Em nosso calendário de quarentena, o dia 65 pode se considerado o Dia da Tristeza. A sombra da depressão desceu sobre  Recife Londrina, onde Mônica Feijó e Renata Sucupira foram as porta-vozes de um sentimento comum nestes dias de confinamento.

Mas a gente encontrou uma réstia de luz em Recife para abrir o programa de uma forma, digamos, mais pra cima. Uma mensagem de de bom dia vinda de Mônica Luíza. Em dia chuvoso, ela lembra que mesmo nestes momentos é possível tirar algo de positivo: um livro, um bom filme pra ver, acompanhado de uma pipoca, podem se transformar em belos programas para afastar a melancolia.

Mônica Luíza

Mônica Luíza

Em decorrência da alergia, Mônica Feijó não acordou bem. Não parava de espirrar. De qualquer forma, nota-se que ela fazia um grande esforço para superar a noite ruim, olhando pra frente. Uma medida que ela tomou é a de se afastar mesmo do noticiário, que tem sido fonte de tristeza, revolta e desesperança, ao mesmo tempo.

Mônica Feijó

Mônica Feijó

No caso da Renata, as causas da tristeza também são familiares: a situação política do país, o crescimento no número de contaminados e mortos, mas também a preocupação com o comportamento dos pais. Pela segunda vez, neste confinamento, eles fazem uma viagem para fora da cidade. Dessa vez, foram a Curitiba.

Renata Sucupira

Renata Sucupira

Também não ajudou o fato dela ter acordado com uma rinite, sob a temperatura de 8 graus que fazia em Londrina. Pelo menos ela tinha em mãos um bom livro para ler: A Balada de Adam Henry, do consagrado autor inglês Ian McEwan.

silvino e susan

Silvino Ferreira Jr e Susan Ferreira

Londres foi a excessão. O casal Ferreira se divertiu muito com um cortando o cabelo do outro. Primeiro, eu, Silvino, fui encarregado de fazer o corte do cabelo de Susan Ferreira. Uma tarefa que foi relativamente fácil e rápida. Já o corte do meu durou um pouco mais de tempo e deixou a sensação de que, ao passar a mão sobre a cabeça, o corte tinha um certo estilo oceano: cheio de ondas.

Amaro Filho

Na outra residência em Recife, casa de Mônica Luíza, onde Amaro Filho tem passado a quarentena, tivemos poesia declamada diretamente da rede. Os versos declamados são de uma setilha do poeta Antônio Marinho. Foi a participação mais curta desde que ele passou a fazer parte da série, no quarto dia.

vinho e sopa

Mais tarde, Renata encontrou consolo na solidão da casa, já que os pais estavam viajando, fazendo-se acompanhar de um vinho, enquanto tomava uma sopa. Ela também aproveitou para passear por um catálogo de uma exposição com os trabalhos do artista plástico José Gonçalves.

arte de josé gonçalves

A noite caiu sobre Recife e Mônica Feijó não conseguia dormir. Com a insônia batendo forte, ela foi para a janela do apartamento e ficou mirando a imagem de Nossa Senhora de Fátima que há na praça. Uma maneira de pedir proteçnao nestes dias tão complicados. Ou noites.

 

A sua opinião é muito bem-vinda. Deixe um comentário

Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments

receba nossa newsletter
somos uma tv online
feita por brasileiros
em Londres e estamos
construindo um arquivo
inédito sobre a diáspora
brasileira na Europa.

info@canallondres.tv
0
Would love your thoughts, please comment.x
()
x