tropicália and beyond
olhar sobre o cinema brasileiro

Tropicália and Beyond” é uma espécie de tributo ao cinema brasileiro do final dos anos 60 para cá. O programa tem a curadoria do pesquisador de pós-doutorado da Universidade de Reading, na Inglaterra, Stefan Solomon e aconteceu na Tate Modern, com o apoio da Tate Film.

Descubra mais:

Uma brasileira fazendo registros de cinema, em livros

Tropicália and Beyond – dos anos 60 ao século 21

Para saber mais sobre o evento, o Canal Londres foi ouvir Stefan e registrou depoimentos de mais dois participantes do evento, Carly Whitefield, da Tate Film, e o diretor Jorge O Mourão. Além deles, o nosso vídeo também mostrar imagens de alguns dos filmes exibidos durante os 3 dias de “Tropicália and Beyond”. Ouvir Stefan foi revelador, na medida em que descobrimos que este evento é apenas parte de um estudo maior do cinema brasileiro, desde a época do cinema mudo, aos dias atuais.

stefan solomon

Stefan Solomon

Não é por acaso que ambos, Carly e Mourão, reconhecem o trabalho feito pela curadoria de Stefan Solomon. No caso do diretor brasileiro, como ele mesmo revela, foi, em todos os sentidos, um achado. Os 4 curtas que ele produziu no início da década de 70, na Lapa, Rio de Janeiro, e em Nova Iorque, eram experimentos e uma forma de expressão que contestava a repressão representada pelos governos militares. Eram trabalho que poderiam estar completamente perdidos e que, de repente, aparecem em Londres, em pleno 2017.

carly whitefield

Carly Whitefield

Diálogo de gerações

Mas qual é o grande objetivo de “Tropicália and Beyond”? Como o título sugere, a ideia é promover um diálogo entre o que o cinema brasileiro do final dos anos 60 e o cinema que se faz hoje no Brasil. É um investigação que procura descobrir que legado foi deixado, assim como a atualidade das obras do passado.

jorge mourão

Jorge Mourão e Stefan Solomon

E os resultados comprovam o quanto a estética revolucionária daqueles filmes continuam a desafiar audiências. Eles também mostram que a realidade política vivida no Brasil, hoje, também encontra ressonância no passado.

glauber rocha

50 anos de Terra em Transe

“Tropicália and Beyond” também é, de alguma forma, um tributo ao trabalho de um dos grandes cineastas da história do nosso cinema: Glauber Rocha. Lançado em 1967, este ano, o filme “Terra em Transe”, dirigido por ele, completa 50 anos. Ele é o ponto de partida dos filmes mostrados durante os 3 dias de ‘Tropicália and Beyond”, que incluiu outros trabalhos: “O Rei da Vela”, de Noilton Nunes e José Celso Martinez; A Idade da Terra, de Ana Vaz; O Bandido da Luz Vermelha, de Rogério Sganzerla, entre outros.

protesto

Antenado com o que vem acontecendo no Brasil, o programa também reservou um momento para lembrar da situação política do Brasil. O setor cultural tem sido um dos mais afetados pelo governo Temer e, antes da exibição de o “O Rei da Vela”,  um grupo acendeu velas e exibiu cartazes, na frente da Tate, denunciando o que tem acontecido no país. Você vai saber mais vendo o vídeo.

A sua opinião é muito bem-vinda. Deixe um comentário

receba nossa newsletter
somos uma tv online
feita por brasileiros
em Londres e estamos
construindo um arquivo
inédito sobre a diáspora
brasileira na Europa.

info@canallondres.tv