turbante-se
um projeto de thaís muniz

Turbante-se mostra que a função do turbante vai além do papel de acessório.

Thaís Muniz, a criadora do Projeto Turbante-se, nasceu na cidade de Feira de Santana, Bahia. Depois de morar por uma década em Salvador, ela começou a ganhar o mundo. Primeiro, uma passagem por Dublin. Depois de quase 5 anos na capital irlandesa, ela mudou-se para Londres. Mas não parou por aí, como você vai comprovar no vídeo em que ela conta como o Turbante-se nasceu e ganhou dimensões que nem ela imaginava.

thais muniz

Thais Muniz

Descubra mais:

A arte em cerâmica de Kinska

Turbante-se – história, símbolo e significados

Turbante-se é uma consequência do trabalho de Thaís como designer de moda. De certa forma foi uma resposta às perguntas que os turbantes que ela criava despertava nas pessoas. Daí, ela resolveu fazer um workshop para contar a história desse elemento tão característico da indumentária feminina em algumas culturas africanas. A partir do workshop, Thaís Muniz não parou mais com as pesquisas e foi descobrindo o quanto o turbante a conectava com a própria ancestralidade.

costurando

Em nosso vídeo, ela destaca alguns elementos simbólicos que os turbantes carregam e que vão além do aspecto ornamental. Quem vai à Bahia percebe que o turbante é uma peça sempre presente na cabeça de muitas mulheres negras. É uma herança trazida, principalmente pelos africanos trazidos como escravos da Nigéria. É uma peça usada em ocasiões especiais, como cerimônias religiosas, casamentos, formaturas.

turbante

Quem conhece um pouco da história do Brasil, sabe que uma das grandes revoltas contra a escravidão é chamada de Revolta dos Malês. Foi um movimento contra a imposição da religião católica aos muçulmanos vindos do Mali. Ligando os pontos, é fácil perceber porque entre os descendentes do Mali o turbante é uma forma de conexão com a religiosidade, sem que o uso das palavras sejam necessários. E esse é outro aspecto destacado por Thaís Muniz em nosso vídeo: a mensagem que o turbante passa sem a necessidade da linguagem verbalizada.

turbantes

Turbante-se – no mundo real e virtual

A experiência com o Turbante-se na Europa acabou levando Thaís a outras partes do mundo. Um dos exemplos que ela cita é a passagem por Serra Leoa, onde ela desenvolveu uma das coleções, em parceria com costureiros locais. Tudo isso é fruto do trabalho que ela faz durante o processo de criação que começa com muita pesquisa de cores e tecidos.

turbante-se

Turbante-se também ganhou a dimensão de uma empresa. Através de lojas reais e uma forte ação nas redes sociais, Thaís disponibiliza as cores vibrantes das suas criações. Para conhecer melhor este belo trabalho  você pode seguir o Turbante-se no Facebook ou no Instagram. Sem esquecer do website.  E não esqueça: a flexibilidade é uma das características do turbante: eles  funcionam como outras peças componentes do vestuário feminino ou masculino. De um jeito ou de outro, vai dar um colorido especial e cheio de significados, em você.

 

A sua opinião é muito bem-vinda. Deixe um comentário

avatar
  Subscribe  
Notify of

receba nossa newsletter
somos uma tv online
feita por brasileiros
em Londres e estamos
construindo um arquivo
inédito sobre a diáspora
brasileira na Europa.

info@canallondres.tv